Prepare-se para o recrutamento 2.0

Grandes empresas criam o ambiente de trabalho nas redes sociais e incorporam essas mídias na seleção de trainees

iG São Paulo | 03/02/2011 05:30

Compartilhar:

Cada vez mais a internet faz parte do processo de escolha dos trainees e estagiários. Anúncio de vagas, envio de inscrições e currículos, testes e entrevistas online, tudo isso parece ter ficado no passado diante do recrutamento 2.0. Empresas com os processos de seleção mais concorridos do Brasil investem em ferramentas de redes sociais para escolher seus futuros profissionais. Entre elas se destacam a cervejaria Ambev, a Natura, a Unilever e o Itaú Unibanco. Entre essas mais inovadoras está o Banco Santander, que até retirou o nome trainee do programa e passou a recrutar seus recém formados durante todo o ano. Para concorrer a uma vaga o candidato tem que participar da plataforma de relacionamento chamada Caminhos & Escolhas. Trata-se de uma rede social voltada para oferecer uma orientação profissional, com oficinas virtuais que simulam o ambiente de trabalho nas áreas do banco. Também é possível participar de chats e comunidades como a 'Qual é o seu TCC?'. O iG Estágio e Trainee visitou esse ambiente virtual de seleção e revela o que você vai encontrar neste portal de seleção do Santander.

Foto: Divulgação Ampliar

Paula Giannetti, superintendente de recursos humanos do Santander, explica a seleção 2.0

Tem que participar – Quanto mais o estudante ou recém formado interagir, mais acumula pontos para ganhar um prêmio, que pode ser a visita a uma agência, ou tomar café da manhã com algum executivo do banco. A grande premiação no entanto é a chance de através desse contato conseguir sua contratação. “Verificamos se há vagas nos departamentos. Se gostamos de algum usuário, ele será convidado para fazer os testes finais e pode ser contratado”, diz Paula Giannetti, superintendente de recursos humanos do Santander .

Substituição de modelo – Segundo ela, a ideia do espaço online é substituir o programa de trainee tradicional, cujo recrutamento era feito pelo Santander até 2009, como a maioria das empresas faz. “Esse modelo era complicado para nós e para os candidatos, pois os jovens participavam de vários processos seletivos (em outras empresas) ao mesmo tempo, as datas podem coincidir, e tinham escolher, por exemplo, qual dinâmica deveriam comparecer. ”Com esse projeto, as vagas passam a ser pontuais, sem um programa específico.

O Santander, o quarto banco mais lucrativo do país, contrata em média 30 trainees por ano, que serão selecionados com base nessa plataforma 2.0. A rede também tem cerca de 1,6 mil estagiários nas áreas administrativa e comercial, com a média de efetivação de 70%. Para repor essas vagas, conforme os estagiários são efetivados ou concluem seu período, o banco faz cerca de 150 contratações por mês.

Outras empresas – Um processo similar ao do Santander já foi adotado pela cervejaria Ambev, que concentra as informações e interações de ex-trainees com os candidatos em um hotsite específico para a seleção. Na Unilever, as redes sociais são utilizadas como tarefas a serem desenvolvidas pelos candidatos, como a criação de um blog onde o recém formado deve colocar, por exemplo, “sua visão de mundo”. O Itaú Unibanco, que contrata cerca de 100 trainees por ano, utilizou as ferramentas da internet para divulgar como é o trabalho em uma instituição financeira e incentivar a participação de estudantes de todas as carreiras nos processos de seleção. 

Saiba o que tem dentro do Programa Caminhos & Escolhas do Santander:

Foto: iG Estágio e Trainee

Apresentação do portal Caminhos & Escolhas do Santander

Artigos sobre os seguintes assuntos: carreira, comportamento, geração Y, sustentabilidade e mercado de trabalho.
Chats e histórico de chats realizados: Sidnei de Oliveira (expert em conflitos de gerações, geração Y e desenvolvimento de novos talentos e redes sociais), Sofia Esteves (presidente da Cia de Talentos) e Zoe Fitzgerald (consultora da área de educação do Santander).
Fórum, onde o usuário escreve sobre um tema e ele é discutido por funcionários do banco ou outros frequentadores.
Entrevistas em forma de perguntas e respostas com funcionários e ex-estagiários do banco.
Testes de comportamento.
Comunidades, reunindo temas de interesse dos candidatos como Carreiras internacionais, E depois da faculdade?, Escolhendo uma empresa para trabalhar, Futuro?!!!, Meu TCC, Meus planos e minha família, Minha primeira experiência de estágio e Ser empreendedor.
Microblog, igual ao Twitter mas reservado a membros dessa rede social.
Histórico, que traz as últimas ferramentas utilizadas pelo usuário.
Perfil do usuário, em que o candidato pode também enviar e manter seu currículo atualizado.
 

    Notícias Relacionadas


    Ver de novo