Guga, marca de sucesso dentro e fora das quadras

Tenista brasileiro de maior destaque mundial é reconhecido por especialistas como exemplo de personal branding

Arthur Lopez | 14/02/2011 05:32

Compartilhar:

Um dos casos de sucesso de uma marca pessoal apontado por especialistas é o do tenista Gustavo Kuerten. Foi campeão de torneios internacionais importantes como o de Roland Garros, na França, e marcou presença no topo do ranking mundial do tênis. Além disso, mesmo depois de deixar as quadras, está presente em eventos esportivos, anúncios publicitários e em reportagens sobre o instituto que leva seu nome, em Santa Catarina. Também reconhecido por sua simpatia, sua ligação com o Brasil e seu envolvimento em outras modalidades esportivas, como o surf e o futebol. É comum a equipe catarinense do Avaí ser anunciada como o “time do coração do Guga”.

Foto: Divulgação Ampliar

Guga levou seu sucesso nas quadras para a ação social no Instituto Gustavo Kuerten

Profissionais de marketing, que dão dicas de como montar uma estratégia de personal branding, veem em Gustavo Kuerten um exemplo de estratégia de marca pessoal e que merece ser visto com atenção por quem está iniciando uma carreira profissional em qualquer área. O iG Estágio e Trainee publica uma reportagem especial sobre a importãncia da marca pessoal na carreira e falou com o irmão de Guga, Rafael Kuerten, responsável pela imagem do tenista e pela empresa, sobre como foi a criação dessa marca do atleta e quais os cuidados para sua manutenção. Também ouviu o atleta que destacou a importância de envolver pessoas em torno de sua marca.

A dica do campeão para uma marca pessoal de sucesso – “O primeiro passo é buscar um alicerce de confiança, compor uma equipe de trabalho adequada que possa contribuir com opiniões a partir de diferentes pontos-de-vista. Foi o que aconteceu na minha carreira do tênis, as pessoas sempre me viram dentro da quadra, mas eu sempre contei com a contribuição de uma equipe para alcançar os resultados. È preciso buscar pessoas para a equipe de trabalho que tenham o máximo de identidade com a marca. A proximidade é essencial, quanto mais as pessoas se identificarem, com certeza, melhor serão os resultados.”

A marca de Guga – Para o irmão e empresário de Gustavo Kuertem, a marca Guga está baseada em cinco pontos: Disciplina e determinação, fundamentais para ser um campeão; Família, com reflexos em suas ações sociais e de solidariedade; Juventude, por estar associado a várias modalidades esportivas com esse estilo; Brasilidade, presente em suas roupas e suas atitudes; e Simplicidade, como por exemplo ao sempre agradecer o público a cada vitória.

O especialista em marketing, professor e escritor Arthur Bender, autor do livro Personal Branding, Construindo sua Marca Pessoal, vê Guga preenchendo todos os requisitos de uma marca de sucesso. Primeiro, é conhecido, uma vez que seu sucesso nas quadras garantiu uma exposição mundial. É diferente porque também se destacou por seu estilo, pela forma de se vestir e de comemorar. Tem relevância, porque os títulos eram inéditos e chegou ao primeiro lugar no ranking internacional. E, de acordo com Bender, principalmente por apresentar “qualidade percebida”, ou seja manteve atitudes coerentes com sua marca. “As pessoas se identificaram com ele e o apoiaram mesmo quando teve de deixar de competir”, diz.

Quando começou – Mesmo no caso de Guga, que aparenta ter uma habilidade natural para se expor, a construção de sua imagem não ocorreu por acaso. Seu irmão Rafael Kuerten conta que a visão de tenista profissional, com essa preocupação de marketing, já surgiu quando o tenista ainda jogava na categoria juvenil. “Tudo que saia na imprensa era arquivado, também estudou inglês pensando em uma carreira internacional”, conta.

Foto: Divulgação Ampliar

Guga semrpe adotou um estilo pessoal nas competições de tênis pelo mundo

Base da imagem – Rafael lembra que o estilo pessoal de Guga, como seu jeito de comemorar uma vitória sempre agradecendo à torcida e usar roupas diferentes que representavam o Brasil, por exemplo, ajudou na construção de sua imagem porque foi muito bem recebido pelo público. “Essas qualidades naturais do Guga foram importantes e passaram autenticidade”. Já a coerência entre imagem passada e atitudes, segundo Rafael, foram fundamentais para a manutenção da imagem. “Afinal é muito mais fácil destruir uma marca do que construí-la”, diz.

Marca além das quadras – O personal branding de Guga ganhou espaço fora do esporte. Hoje sua marca está presente em produtos comercializados pelos patrocinadores, como chinelos da Grendene, óculos e roupas, que ele vende em seu site. Também deixou de participar de eventos para patrocinar competições de de incentivo ao tênis em seu estado, Santa Catarina. Além disso, mantém o Instituto Gustavo Kuertem (IGK), que segundo seu irmão ocupa a maior parte de seu tempo, voltado principalmente para ações de inclusão de deficientes físicos e difusão do tênis. O IGK atende 460 crianças.

    Notícias Relacionadas


    Ver de novo