Como estagiar nas melhores cozinhas

Restaurantes estrelados como D.O.M, Fasano e Leopolldo dão oportunidades a universitários

iG São Paulo | 01/09/2010 19:29

Compartilhar:

Repare quantos chefes de cozinhas apresentam programas na televisão e quantos são chamados para dar entrevistas e para estrelar comerciais. Parece tudo informal e divertido, mas muitos desses cozinheiros estão na linha de frente de empresas muito organizadas. Faculdades de gastronomia atraem seu público informando que o setor é responsável por 2,4% do PIB (Produto Interno Bruto) e também por 8% dos empregos diretos no país, ou seja, 6 milhões de pessoas. É também uma indústria reconhecida por forte competição. Uma das portas para ingressar nesse mundo são os programas de estágio, que são oferecidos por várias cozinhas famosas de São Paulo e do Rio de Janeiro, e também por hotéis, que crescem e preparam futuros líderes. Essas oportunidades não se restringem aos restaurantes, veja quem contrata até 30 trainees por mês. Acompanhe as atualizações pelo twitter do iG Estágio e Trainee.

Foto: Getty Images Ampliar

Alex Atala do DOM: cozinha estrelada

D.O.M - O restaurante D.O.M, classificado como o 18º melhor do mundo em 2009 e o sétimo em 2010, no ranking da revista britânica Restaurant Magazine (veja mais), oferece um estágio de cinco semanas para estudantes de gastronomia. O estagiário atua na cozinha de pré-preparo. Além do contato com uma cozinha de vanguarda, que conta com equipamentos de última geração e oferece desde a cozinha clássica francesa a opções contemporâneas. No último dia, o aluno trabalha ao lado do chefe Geovane Carneiro, o segundo nome na hierarquia do D.O.M., atrás do chefe Alex Atala. O aproveitamento é alto. Cerca de 80% dos atuais funcionários são ex-estagiários.

Leopolldo - O Grupo Leopolldo, que reúne os restaurantes Bar des Arts, Leopoldina e Leopolldo também aposta nos estagiários. “O estagiário aprende coisas que não tem como ver na faculdade, como o time de uma cozinha, a linguagem e as técnicas de otimização, ou seja, tem uma visão prática do que é o dia a dia do restaurante, além de aprender a trabalhar em equipe, já que toda cozinha trabalha em conjunto”, afirma Mariana Seabra, chefe de gastronomia do grupo. O contrato no Leopolldo é de três semanas, podendo ser renovado e o salário é de meio salário mínimo mais despesas de transporte.

Fasano - Outro endereço disputado pelos estudantes é o Grupo Fasano, que compreende os restaurantes Fasano, Gero, Parigi, Nonno Ruggero, Armani, Baretto, Lobby Bar. Os estagiários chegam por indicação de funcionários e passam por uma avaliação comportamental. Na visão do Fasano, o candidato está no processo para aprender e por isso não existe nenhum tipo de teste prático.

Ráscal - No Grupo Ráscal, que possui nove restaurantes com endereços em São Paulo e Rio de Janeiro, a oferta é para trainees, recém-formados em gastronomia. Trata-se de um programa de três meses com salário de 2 mil reais e, se houver contratação, o profissional se torna um gerente de área, conforme seu desempenho.

Marie-France Henry - Restauratrice do La Casserole, um dos restaurantes franceses mais tradicionais de São Paulo, diz que quem fez o programa de estágio da casa acaba tendo preferência na contratação quando surge alguma vaga. Por isso ela diz que faz questão que o treinamento seja feito em todas as praças da cozinha, “além daquela mais preferida pelo estagiário”.

Saiba mais sobre programas de estágio em cinco dessas empresas de alta gastronomia:

D.O.M.

Sobre o restaurante: Premiado internacionalmente é especializado em gastronomia contemporânea.
Sobre o programa: O estagiário vai atuar na cozinha de pré-preparo e, ao final, trabalha durante um dia ao lado de um chefe. Cerca de 80% dos funcionários já foram estagiários.
Seleção: Análise de currículo e entrevista pessoal.
Inscrições: Envio de currículos para dom@domrestaurante.com.br

La Casserole

Sobre o restaurante: Um dos pontos mais tradicionais da gastronomia de São Paulo serve clássicos da cozinha francesa.
Sobre o programa: Não possui um programa específico, mas mantém dados dos estagiários como base de futuras contratações. Treinamento é feito em todas as praças da cozinha.
Seleção: Testes práticos sobre técnicas de culinária.
Inscrições: No próprio restaurante ou por email lacasserole@lacasserole.com.br

Grupo Leopolldo

Sobre o restaurante: Tradicional rede de alta gastronomia de São Paulo com os restaurantes Leopolldo, Leopoldina e Bar des Arts
Sobre o programa: O estagiário é treinado por três semanas, podendo ser contratado ao final, e o salário é de meio salário mínimo mais despesas de condução.
Seleção: Testes teóricos que envolvem conhecimento de manuseio, qualidade e armazenamento de alimentos.
Inscrições: Envio de currículos para rh@leopolldo.com.br

Grupo Fasano

Sobre o restaurante: Fasano, Gero, Parigi, Nonno Ruggero, Armani, Baretto, Lobby Bar.
Sobre o programa: Treinamento em todas as áreas da cozinha.
Seleção: Candidatos chegam por indicação de funcionários e passam por uma entrevista, sem testes práticos.

Grupo Ráscal

Sobre a empresa: Nove restaurantes, sendo seis em São Paulo e três no Rio de Janeiro.
Sobre o programa: Exclusivo para trainees, é realizado em três meses de treinamento, podendo o recém-formado ser efetivado e até se tornar gerente e crescer até gerente geral da loja conforme seu desempenho. Salário inicial de 2 mil reais.
Seleção: O processo seletivo é feito por uma empresa terceirizada.
Inscrições: No site http://www.retah.com.br/.

    Notícias Relacionadas


    Ver de novo